Sexta-feira, 5 de Janeiro de 2007
Rejubilemos, advogados! Afinal os nossos clientes até nos estimam...

Assim o demonstram os resultados de um estudo sobre a função social da advocacia, encomendado pelo Conselho Distrital de Lisboa da OA, divulgados aqui.

Mas para mim o melhor de tudo mesmo é saber que a Professora Maria Odília Teixeira, docente da Faculdade de Psicologia e Ciências da Comunicação da Universidade de Lisboa, entende que "(...)Neste tempo em que o tema da justiça é recorrente e gera na sociedade portuguesa algum mal-estar, apesar de não existirem sintomas de que o direito atravessa uma crise de valores, existem porém indicadores que apontam para a necessidade da classe, como um todo, e, em particular os órgãos dirigentes da Ordem empreenderem uma reflexão centrada nas questões de incentivar uma nova fidelidade aos valores que receberam e que têm o encargo de transmitir. Neste sentido, julgo que o titulo da publicação 'A função social do advogado' seria mais expressivo se considerasse como complemento- 'Exercício de cidadania plena'. Isto por que uma das ideias fortes do estudo é justamente a exigência de que os Srs Advogados são signatários da garantia dos princípios de cidadania e são também fonte do vínculo social de viver em conjunto, da construção colectiva, sem esquecer que na definição da justiça o conceito chave é a pessoa, como o direito atribuído a cada um.(...)" (cfr.aqui)

Fez-me muito bem saber que, afinal, o facto de ter escrito este texto não quer dizer que estou completamente tontinha, como, ultimamente, cheguei a temer... :-)


publicado por Nicolina Cabrita às 01:44 | link do post | comentar

2 comentários:
De cadeiradopoder a 7 de Janeiro de 2007 às 19:07
A função social do advogado é indesmentível, sem dúvida nenhuma.
Pedia-lhe encarecidamente que me informasse, se puder, como colocar as pré-visualizações do snap. Pode fazê-lo comentando no meu último post?


De Nicolina Cabrita a 14 de Janeiro de 2007 às 00:36
A ler, ainda, sobre esta matéria um artigo da revista Visão, disponível aqui:
http://www.verbojuridico.net/inverbis/index.php?option=com_content&task=view&id=67&Itemid=30


Comentar post

mais sobre mim
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

...

Há vida além da Ordem...

de leitura obrigatória...

A quem interessar...

A vingança dos fracos

FICHA DO DIA

Uma questão de fé? Então....

Uma questão de fé? Afinal...

Uma questão de fé?

Já agora, valia a pena pe...

arquivos

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

tags

adelino da palma carlos

advocacia

alberto luís

alfredo gaspar

angelo d'almeida ribeiro

antónio marinho e pinto

antónio osório de castro

joão pereira da rosa

jorge ferreira

josé alves mendes

josé antónio barreiros

josé carlos mira

josé miguel júdice

justiça

marco aurélio

notas soltas

ordem dos advogados

pedro alhinho

prémios

reforma de bolonha

renato ivo da silva

ricardo sá fernandes

rogério alves

singularidades nuas

teresa alves de azevedo

vital moreira

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds